Suspeitos de matar empresário Brener de Cacoal são presos no Mato Grosso.

Uma investigação da Polícia Judiciária Civil (PJC) resultou em quatro pessoas presas suspeitas de participação do latrocínio do motorista de aplicativo, Brener Eduardo de Souza Silva, ocorrido no dia 21 de agosto de 2021. O grupo preso, tem envolvimento em diversos crimes cometidos em Sapezal (MT). Brener era da cidade de Cacoal, RO.

Brener Eduardo de Souza Silva (empresário de Cacoal vítima de homicídio em MT)

De acordo com o delegado Vitor Hugo Montenegro, a investigação teve início após o assalto contra uma motorista de aplicativo, em julho de 2021. Na ocasião, os criminosos renderam a mulher e a colocaram no porta-malas do veículo usado pela mesma, os criminosos roubaram várias peças do veículo, dinheiro e celulares.

   Continua após o anúncio  

O crime aconteceu no dia 21 de agosto, antes da morte de Brener. Na ocasião, Brener que era dono de um aplicativo, teria sido informado do assalto e, após saber da informação, teria ido atrás dos suspeitos, momento que foi surpreendido e morto pelos criminosos.

O crime mais recente cometido pelos suspeitos foi o assalto a uma conveniência, que ocorreu no dia 12 de novembro, quando os criminosos renderam a proprietária e realizaram o roubo. Ainda de acordo com o delegado, três dos suspeitos foram presos em Sapezal e outro na cidade de Nova Olímpia (MT).

Um dos suspeitos, identificado como Manoel, é proprietário de outro aplicativo de caronas, que seria concorrente de Brener. Porém, de acordo com as investigações, não existe relação com uma disputa de mercado, e sim com um roubo que resultou na morte da vítima.

   Continua após o anúncio  

Os presos foram encaminhados para a delegacia na condição de suspeitos e já tiveram os mandados de prisão provisória decretado pela Justiça. Entre os presos estão 3 homens e 1 mulher que seria esposa de Manoel.

Agora as investigações continuam até que os crimes sejam elucidados com maior clareza.

   Continua após o anúncio  

Fonte: Spzonline

 

Compartilhe esta matéria:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram

+ Sobre o tema

Destaques